LOTE 002

IMÓVEL - CIDADE DE MACAÉ/RJ

As fotos são meramente ilustrativas
Aberto para Lances
MAIOR LANCE NO MOMENTO

LANCE INICIAL

R$ 9.408.584,92

incremento: R$ 4.000,00
visualizações: 223
encerra em:
00 dia(s), 00 h : 00 m : 00 s
Data do encerramento
Início do Leilão
às
LEILÃO JUDICIAL DA 14ª VARA CÍVEL DA COMARCA DE ARACAJU
LEILÃO JUDICIAL
Online
DATA 1°LEILÃO: 20/07/2020 10:00
LANCE INICIAL: R$ 9.408.584,92
DATA 2°LEILÃO: 30/07/2020 10:00
LANCE INICIAL 2° LEILÃO: R$ 4.704.292,46
AVALIAÇÃO: R$ 9.408.584,92
Local do Leilão: - Eletronicamente através do site WWW.LANCESE.COM.BR

Últimos Lances

Compartilhar:    
Detalhes do Lote

Comitente: 14ª VARA CÍVEL DA COMARCA DE ARACAJU

Cidade: Macaé/RJ
Endereço: Rua Abílio Fernandes Bandeira, 205
Matrícula: Matrículas nº 21.287, 21.289 e 26.582, no Cartório do 2º Ofício da Comarca do Rio de Janeiro

Descrição: Imóvel situado na Rua Abílio Fernandes Bandeira, nº 205, Novo Cavaleiros, na cidade de Macaé/RJ, registrado sob matrículas nº 21.287, 21.289 e 26.582, no Cartório do 2º Ofício da Comarca do Rio de Janeiro, avaliado em R$ 9.408.584,92 (nove milhões, quatrocentos e oito mil, quinhentos e oitenta e quatro reais e noventa e dois centavos).

Processo: 201311402243
Vara: 14ª VARA CÍVEL
Comarca: Aracaju
Exequente: DALL PARTICIPAÇÕES S/A E OUTROS
Executado: MASSA FALIDA DE DALL PARTICIPAÇÕES S/A E OUTROS
Localização do Imóvel

Endereço: Rua Abílio Fernandes Bandeira, 205 - Vale Encantado
Cidade: Macaé / RJ - CEP: 27933-440

Observações do Lote

Condições de pagamento: O arrematante fica ciente de que pagará o valor integral ou o sinal no primeiro dia útil subsequente ao da arrematação. Autorizado o pagamento parcelado, com sinal de 25% (vinte e cinco por cento) e o saldo remanescente em 10 (dez) parcelas fixas e mensais corrigida pelo INPC. Em qualquer hipótese será acrescida a comissão do leiloeiro no percentual de 5% (cinco por cento) sobre o valor do lance, salvo fundamentada determinação judicial em sentido diverso.


Ônus: Nos termos do artigo 141, inciso II, da Lei no 11.101/2005, o objeto da alienação estará livre de qualquer ônus e não haverá sucessão do arrematante nas obrigações do devedor, inclusive as de natureza tributária, as derivadas da legislação do trabalho e as decorrentes de acidentes de trabalho.